A mais nova família missionária da AD Caxias do sul

 

O missionário Paulo Sergio era membro da nossa igreja no setor Desvio Rizzo. Irmãos de Caxias que vieram do Pinhal da Serra, mais precisamente Serra dos Gregórios, passaram a orar por um obreiro naquela região para cuidar de alguns novos convertidos e ganhar outros para Cristo. O pastor Daniel, junto ao pastor Dirceu, Claudio Schattat e o irmão Pedro Viera, foi até a cidade de Pinhal da Serra falar com o pastor Plínio para acertar uma ajuda financeira para um obreiro para aquele lugar. Ficou decidido que a secretaria de missões de Caxias do Sul daria o auxílio. Todos os envolvidos permaneceram em oração até que o presbítero Paulo foi indicado.

No dia 21/06/2015 o missionário despediu-se da igreja e na semana seguinte se mudou para a Serra dos Gregórios onde está realizando um bom trabalho para o Reino de Deus. No dia 16/03/2016 estive conversando com o pastor Plínio ele confirmou o que já sabíamos.

Pb.Paulo Sergio
Pb.Paulo Sergio

O que é ser um missionário?

Ser missionário não é privilégio de determinadas pessoas, mas a essência de ser cristã: “Anunciar o evangelho é necessidade que se me impõe”. (I Coríntios 9:16). É um compromisso de toda a comunidade que vive e transmite a sua fé.
Ser missionário não é só percorrer grandes distâncias, ir para outros continentes, mas é a difícil viagem de sair de si, ir ao encontro do outro, ir ao encontro do “diferente”, ir ao encontro do marginalizado – o preferido de Jesus.

O evangelismo “com renovado ardor missionário” exige que a pregação do evangelho responda aos “novos anseios do povo”.
Exige de mim, de você, de todos nós, uma abertura constante, pessoal e comunitária para responder aos desafios de hoje. É a missão de fidelidade ao “envio” de Jesus: “Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio” (João 20:21). Sem entusiasmo e esta convicção, arriscaremos perder a alegria do anúncio da boa-nova libertadora.
Como consequência deste assumir o compromisso missionário, nasce novo estilo de missões: não levar, mas descobrir. Não só dar, mas receber. Não conquistar, mas partilhar e buscar juntos. Não ser mestre, mas aprendiz da verdade. A missão nos permite criar novos laços, novas relações, um novo jeito de olhar a vida, um novo jeito de ser igreja.

 

Secretária de Missões e Monte Sião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *